Dr. Juan Victor Paiva

Para que serve a bexiga e onde se localiza

A bexiga é um orgão que localiza-se atrás do púbis e é divida em duas porções, uma intra-peritoneal (junto aos outros órgãos do abdome) e outra extra-peritoneal (junto à próstata). Ela tem como sua principal função o armazenamento de urina produzida pelos rins. Quando atinge certo volume, desencadeia o reflexo da micção, que é quando urinamos. Ao ser atacada por toxinas pode vir a desenvolver o câncer de bexiga.

Orgão do corpo humano: bexiga

Fatores de Risco e Incidência

O câncer de bexiga é um dos cânceres mais comuns no Brasil (mais de dez mil novos casos por ano), sendo o carcinoma urotelial (a parte interna do trato urinário) o mais frequente. Tem prevalência 3 a 5 vezes maior em homens.

Entre os principais fatores de risco estão o tabagismo, pois as substâncias químicas presentes no cigarro são absorvidas pela corrente sanguínea e excretadas na urina, e é na bexiga onde a urina passa mais tempo em contato com nossa mucosa do trato urinário.

Depois do tabagismo estão a exposição a produtos químicos industriais, histórico familiar da doença, infecções urinárias crônicas e uso de certas medicações:

  1. Tabagismo.
  2. Exposiçao a produtos químicos.
  3. História familiar.
  4. Infecçoes do trato urinário.
  5. Medicações

História Natural e Prognóstico

No diagnóstico inicial, cerca de 80 a 85% dos tumores estão restritos à bexiga. Entre os tumores localizados apenas na bexiga, cerca de 80 a 85% são superficiais, ou seja, atingindo apenas a primeira camada do órgão.

Apesar de superficiais, uma de suas principais características é a recorrência, presente em cerca de 50 a 70% dis casos. Geralmente a recorrência ocorre no primeiro ano após o tratamento inicial. Destes, aproximadamente 10 a 15% apresentam progressão, ou seja, aumentam sua agressividade, piorando o prognóstico.

DIAGNÓSTICO E SINTOMAS

A hematúria (sangue na urina) indolor é a manifestação mais comum e acontece em até 85% dos casos de câncer de bexiga.

Outros sintomas miccionais podem estar presentes.

A hematúria com ou sem dor para urinar, em um paciente tabagista, com idade acima de 45 anos, nos obriga a realizar uma investigação criteriosa, tendo como principal suspeita a neoplasia de bexiga.

A ultrassonografia do aparelho urinário é um exame inicial com bom poder de acurácia para detectar lesões de bexiga. O exame possui alta sensibilidade, conseguindo identificar lesões > 0,5 cm.

A cistoscopia é o próximo passo na avaliação do paciente com suspeita de câncer de bexiga.

A cistoscopia é um exame endoscópico, realizado no bloco cirúrgico com o paciente sedado. É introduzido um aparelho com uma câmera pela uretra do paciente e a bexiga e preenchida por soro fisiológico. Com esse aparato conseguimos visualizar diretamente o tumor de bexiga e irmos para o próximo passo, que constitui-se no tratamento.

exame de cistoscopia

TRATAMENTO

O tratamento dos tumores vesicais baseia-se no estádio tumoral, no grau histológico.

Os tumores são classificados em:

  • Superficiais: quando restritos à mucosa e lâmina própria
  • Invasivos: quando existe comprometimento da musculatura da bexiga.
  • Metastáticos: quando há crescimento tumoral à distância.

Tumores Superficiais:

Quando o tumor é superficial, apenas a RTU (ressecção transuretral) é suficiente. O paciente normalmente tem alta no dia seguiente.

É necessário fazer um controle criterioso, após a cirurgia, por meio de cistoscopias, para avaliar a possibilidade de recidiva.

Tumores Invasivos:

Nos casos dos tumores invasivos (quando ocorre acometimento da camada muscular), é necessária a realização de uma cistectomia radical.

Pelo risco da doença metastizar, está indicada a remoção completa da bexiga.

Nos homens, a cirurgia consiste na retirada da bexiga, próstata, vesículas seminais e dos canais deferentes. Na mulher é realizada a exanteração pélvica, retirando a bexiga, útero, trompas  e ovários.

Após isso e realizada uma nova bexiga (neobexiga), utilizando um segmento de intestino.

Hoje em dia, todos esse procedimento pode ser realizado por cirurgia robótica, tendo melhores resultados e recuperação muito mais rápida.

robo de cirurgia robotica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende aqui sua consulta!